Se você tem uma conta de 401K ou IRA, quer você esteja ciente ou não, a maior parte do seu dinheiro está investido em alguma combinação de fundos mútuos. No caso da sua conta de 401K ou IRA, você não tem mesmo muita escolha, fundos mútuos são praticamente as únicas opções disponíveis.

Outros investidores escolhem os fundos mútuos por seus rendimentos supostamente atraentes. Muitos fundos dizem atingir rendimentos médios acima daqueles das bolsas de valores.

Parece ótimo, pelo menos em teoria…

Na realidade, a indústria de fundos mútuos tem usado um método para calcular e publicar os seus rendimentos que é no mínimo duvidoso e, na mínima opinião, enganoso mesmo.

O grande truque está na forma de calcular o rendimento médio.

A maneira que todos nós conhecemos para calcular uma média entre valores, é somar todos os valores e dividir pelo número total de valores, certo? Certíssimo. O problema é que quando estamos calculando rendimento médio e os valores são uma mistura de valores positivos e negativos (porque o investimento sobe, mas também cai) esse método não funciona.

Vejamos um exemplo simples: se num período de 4 anos um certo fundo tivesse se comportado como uma montanha russa (subiu 50%, caiu 50%, subiu 50% e caiu 50%), o fundo diria que o retorno médio nesses 4 anos foi 0% (+50 – 50 + 50 – 50 = 0 e 0/4 é zero). Quem dera!

Se essa matemática fosse correta e eu tivesse investido $100,000 nesse fundo então ao final desses 4 anos eu deveria ter os mesmos $100,000, certo? ERRADO!

Veja no gráfico abaixo o que acontece de verdade! Um rendimento real de -43.75%
Gráfico 100K

Eu sei que uma montanha russa de subir 50% e cair 50% por 4 anos é apenas um exemplo ilustrativo, vamos então a um exemplo real.

Vamos olhar a performance real da bolsa Dow Jones de 1930 a 2011. Se você usar o método dos fundos e das bolsas, somando o retorno de todos esses anos, e dividindo pelos 81 anos, chegará a um rendimento médio de 6.31%. Mas se você fizer o cálculo de rendimento real verá que foi de 4.31%.

Não parece muita diferença? E se eu disser que se você tivesse investido $1,000 na Dow Jones em 1930 e tivesse tido um rendimento médio de 6.31% você teria em 2011 $142,000, mas se o rendimento fosse de 4.31% você teria somente $30,000? O que você acha da diferença agora? E aposto que você achava que o rendimento médio da bolsa em todos esses anos era muito mais alto.

O problema são as quedas que não são contabilizadas da maneira correta. Quando a bolsa ou fundo cai, ou seja, tem rendimento negativo, é necessário mais do simplesmente o mesmo rendimento positivo no próximo período para recuperar o capital perdido. Por exemplo, se você tem $100,000 e perde 25%, fica com $75,000. Se ganha de volta 25% no próximo ano, fica com somente $93,750. Ou seja, perdeu 25%, mas precisa ganhar 33.5% para voltar ao ponto inicial.

Qual seria o cenário ideal, então? Simples: eliminar as perdas!

No próximo artigo vou falar um pouco mais sobre dois tipo de contas que faz justamente isso: eliminam as perdas e mantêm rendimentos bem acima da poupança, money market e CDs.

Mas se você não quer esperar pelo próximo artigo, você pode vir à nossa próxima palestra (inscreva-se no link abaixo) ou marcar uma consulta pessoal gratuita entrando em contado pelo email ou telefone abaixo.

https://money101online.leadpages.co/money101-portugues/


Quer saber mais sobre Finanças? Curta nossa página do Facebook.

Sobre Marina Couto

AvatarMarina Couto fundou, ao lado de seu marido Gustavo Couto, a primeira agência da Five Rings Financial na Flórida. A missão da sua empresa de consultoria financeira é ensinar as pessoas sobre finanças, oferecendo informação relevante e as ferramentas mais eficazes para a construção de um futuro financeiro seguro. Contato por email: marina@fiveringsflorida.com ou telefone: 561-929-1089

Leave your comment