Quem somos

O Brasileirinho nasceu da observação de como boa parte dos cidadãos brasileiros sai do país a passeio, a negócios, para estudar ou mesmo como emigrante mas não consegue se distanciar totalmente de suas raízes, de sua cultura e principalmente de sua gastronomia. Muitos que decidem morar em outro país tem projetos diversos, muita determinação para realizar sonhos que não foram possíveis no Brasil.  E as histórias de sucesso sempre incluem relatos interessantes de que tais pessoas foram ajudadas por outros brasileiros solidários e que igualmente estavam buscando uma oportunidade ou uma especialização fora do Brasil.

Nossa observação começou a partir de uma rede virtual pioneira, a Bras-Net.  Era lá que muitos brasileiros residentes no exterior e principalmente estudantes, descobriam onde conseguiam encontrar – por exemplo – uma simples lata de guaraná, coisa rara na época. Era através da Bras-Net que vinham as notícias do Brasil e era por aquele canal que era possível encontrar dicas de como trabalhar, estudar e lidar com assuntos legais, principalmente os de imigração.  Isso sem contar as boas amizades virtuais que se formaram desde então.

A Bras-net nada mais era do que o resultado da junção de várias listas existentes e administradas por outros brasileiros, e teria começado em fins de 84 na UCLA, graças à iniciativa de Frank Schaffa. Existem relatos contraditórios mas uma pesquisa profunda vai mostrar que eles foram realmente os pioneiros.

Em um artigo publicado em 26 de Março de 1988, Frank Schaffa que era o administrador da Bras-Net na UCLA disse: “A comunicação através de computador entre brasileiros é tão antiga quanto a existência dos meios mínimos de suporte a tal comunicação, digo computadores, redes, software de comunicação e brasileiros com acesso a tais sistemas; afinal tal meio é muito mais em conta que a mabell.” (o sistema telefônico na época)

Quando entramos para a Bras-net em 1989, a administração já estava a cargo de Walter Morales. Sua  dedicação, competência e capacidade de administrar e mediar tópicos polêmicos, assim como ajudar as pessoas a encontrarem soluções para seus problemas, eram objeto de admiração por todos nós.  Entretanto, os problemas de interrupção do serviço por motivos totalmente alheios à vontade de seu administrador, fizeram com que pouco a pouco as pessoas buscassem outras alternativas de comunicação. 

Yahoo

Foi assim que em 21 de outubro de 1999 criamos um Grupo no Yahoo chamado: Brasileirinho e logo depois (Janeiro/2000) adquirimos o domínio. Nosso grupo cresceu rapidamente, graças à qualidade dos serviços do Yahoo e as ferramentas de ajuda que na época eram consideradas novidade.  Em determinado momento (2002) e certamente como resultado de divergências de opinião às vésperas de uma eleição que acontecia no Brasil, o fórum chegou a atingir 896 comentários num só mês, isso numa época em que o número de participantes era insignificante, se comparado com o das redes sociais atuais. 

Orkut e Facebook

O Orkut, fundado em 2004, começou a operar oficialmente no Brasil 4 anos depois, porém antes disso já era muito popular entre os brasileiros e naturalmente os membros do Brasileirinho no Yahoo Grupos começaram a migrar para o Orkut.  

O Facebook também foi fundado em 2004 e 3 anos após foi registrado no Brasil. O resto dessa história, que envolve várias outras redes sociais, todos conhecem.  E aquele grupo Brasileirinho no Yahoo Grupos, hoje com 44 membros, está mais inativo que nunca.

O Brasileirinho.com vem oferecer essa janela tanto para quem procura como para quem oferece tais serviços e oportunidades. É o Brasil ... em qualquer lugar do mundo.

A importância dos Grupos nas Redes Sociais

Linkedin, Google+, Facebook e outros, continuam crescendo e melhorando o formato dos Grupos voltados à area profissional, graças às ferramentas oferecidas por essas mesmas redes sociais. A quantidade de grupos brasileiros existentes pelo mundo afora é enorme e a maioria tem como missão a troca de informações importantes para quem está fora do Brasil.   Um dos grupos que mais cresce é dedicado especificamente à Mulheres Brasileiras que residem no exterior.  Acessado apenas por mulheres que tem um perfil no Facebook, foi fundado por Rafaela Rangel e teve origem na cidade de New York. Esse grupo se espalhou rapidamente por outros estados americanos e agora já tem seguidoras em vários países.  Começou pelo mesmo motivo: Rafaela, recém chegada àquela cidade, sentiu a dificuldade em localizar produtos brasileiros, ou profissionais que falassem seu idioma ou simplesmente em localizar outras mulheres que como ela tinham que lutar para cuidar de filhos, família e ainda trabalhar num país até cheio de barreiras culturais. Foi quando teve a idéia de criar o grupo Brasileiras de NY, que começou com apenas algumas amigas mas rapidamente se transformou na rede Brasileiras no Mundo, cujos detalhes serão descritos noutra seção do nosso blog.

Brasileirinho

Apesar de todas essas ferramentas, ainda é possível encontrarmos centenas de pessoas que montaram negócios trazendo sua experiência do Brasil mas enquanto não aprendem o idioma do país onde vivem, acabam montando seu “network” de oferta de produtos ou serviços para outros brasileiros que por sua vez escolhem comprar ou contratar essas pessoas pela mesma razão. Os que tiveram a sorte de obter licença para exercer profissões mais específicas, sabem que tem nas comunidades brasileiras um mercado permanente de consulta e consumo, mas nem sempre tem a visibilidade que as ferramentas de busca oferecem.

Call Now
Translate »