Furacao Irma Furacao Irma

A culpa por não ter feito, destrói mais que um furacão

15 de de setembro 2017 por

Eu não tenho a menor ideia de quando começou, não sei quem começou, só sei que afeta a maioria das pessoas.

É uma cobrança irritante de si mesmo que parece infinita.

Parece que todos nós temos a obrigação de fazermos mais, e mais e mais, mas nunca tudo o que fazemos é suficiente. Colocamos tudo nas nossas agendas, planejamos e não deixamos nenhum tempinho vago. Que perfeito, agenda lotada e assim nos sentimos úteis. Porém, quando não cumprimos a agenda vem aquela sensação de que fizemos algo errado. E, claro que isso só pode ter acontecido por negligência, por irresponsabilidade e a culpa toma conta de nós.

Não é nada difícil ser elogiada por ter trabalhado enquanto se está doente, mas acredito ser impossível ser elogiada por não ter ido trabalhar para poder descansar e não ficar doente. Para mim que trabalho na área da saúde, seria muito mais lógico não ir trabalhar para poder não ficar doente.

Mas, as vezes a vida traz um furacão e tudo muda. Não, muda não, para mesmo.

Ninguém pode ficar alheio a passagem de um furacão. Você está na sua casa trabalhando com todo gás e recebe a notícia que um furacão nível 5 está vindo na sua direção. Você se preocupa claro, mas ainda pensa, tenho que terminar a avaliação de x clientes e a assessoria de mais alguns. E continua trabalhando. Não adianta, uma amiga te liga e diz…”não tem mais água para vender nos supermercados e os postos de gasolina estão com uma super fila”.

Dá aquele friozinho na barriga e a mente voa. Será que vai ser desta vez?

Será que ele vem mesmo? Mais uma vez você tenta ignorar. De repente a polícia passa na rua da sua casa “pedindo” para evacuar. Sim, ele vem e trate de sair do caminho, porque ele passa sem pedir licença. Arruma tudo, documentos, ah salva todo o seu trabalho em um HD externo, “Deus me livre de perder meu trabalho!”. Pega o Laptop, pode ser que dê para continuar trabalhando.  Algumas roupas, lenços umedecidos (podemos ficar sem banho), comida para o cachorro. Põe tudo no carro e sai, vai para um lugar seguro. A casa de uma amiga, lógico.

Ah, os amigos!  Que poder que essas pessoas têm de fazer um furacão virar uma brisa. Quase uma semana sem trabalhar, sem cuidar da alimentação, sem fazer exercícios, apenas preocupada com a possível destruição e se os amigos estariam bem.

Assim que a internet voltou as mensagens não eram de trabalho, eram de solidariedade.

Os clientes me procuraram sim, mas não para me questionar sobre a ausência, e sim para saber se estava tudo bem.

Mas, será que precisamos de um furacão para entender o que realmente tem importância na vida? E se eu tivesse tirado uma semana de férias para descansar, será que meus clientes iriam entender a minha necessidade de descansar? Não quero que as lições venham como furacões.

Hurricane Irma - The day After

Hurricane Irma – The day After


A Dra. Ivani Manzo atende pessoas pessoalmente ou online, auxiliando a terem uma alimentação mais saudável, encontrando o melhor tipo de atividade física e melhor qualidade de vida.  A Dra. Ivani Manzo é PhD pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo UNIFESP-EPM.  Há anos estuda o funcionamento do corpo humano. Acredita que a melhor forma de manter a saúde e a qualidade de vida é cuidando da alimentação, sono e fazer exercícios.   Para contato, visite: http://www.myclickcoach.com

Deixe Seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »