O Óleo Essencial de Lavanda e a Regeneração da Pele – Parte 2

por

Como dissemos anteriormente, o óleo essencial de Lavanda é um dos óleos de maior espectro curativo da aromaterapia e, nessa ampla atuação que possui, está sua propriedade regeneradora do tecido cutâneo.

A Lavanda é utilizada amplamente na Europa, com ênfase na Inglaterra e França, bem como nos Estados Unidos, sendo que a indústria da cosmetologia igualmente se vale desse óleo essencial em razão dos benefícios que traz à pele.

No artigo anterior, falamos sobre o quanto o óleo essencial de Lavanda é eficaz no tratamento de queimaduras, tendo sido trazido ao conhecimento dos nossos leitores nosso caso de queimadura no braço, para que se pudesse perceber essa eficácia da qual tanto se fala nos livros, palestras, artigos e cursos de aromaterapia.

Pois bem..  trazemos hoje o resultado do tratamento com o óleo essencial Lavanda, na queimadura que sofri no meu braço direito e, pelas fotos 1 e 2, não se nota marca alguma da lesão sofrida. Certamente ainda é necessário que se tenha cuidados para não expor a área afetada ao sol, por isso o uso de bloqueador solar tem sido importante e permaneceremos dando atenção ao ocorrido por, pelo menos, mais dois meses para que a pele possa ter o seu próprio tempo de regeneração total.

Note-se que paramos de aplicar o óleo essencial de Lavanda no local assim que a pele se refez e a camada ressequida da lesão desapareceu por completo.

Para que se possa fazer uma comparação, trazemos também as fotos 3 e 4, onde consta a marca escurecida de uma lesão arredondada, devido a uma queimadura ocorrida no dedo médio da minha mão direita (pingo de azeite quente), à qual não se deu a atenção devida e, infelizmente, não se usou por tempo suficiente o óleo essencial de Lavanda.

Também ali se tem usado bloqueador solar, mas se pode perceber sem esforço a diferença no resultado, comparando-se as fotos de ambas as regiões lesionadas.

Outro dado importante é que o óleo essencial de Lavanda também se mostra eficaz no tratamento de ferimentos por ter ação anti-inflamatória e cicatrizante além, claro, de sua propriedade calmante.

O óleo essencial de Lavanda não apresenta contra indicações ou efeitos colaterais. Seu uso é aconselhado em diversas situações mas, salienta-se, deve ser utilizado com cuidado e parcimônia, sob a orientação de um profissional especializado.

A Lavanda também é considerada o “óleo mãe”da aromaterapia, porque contém o amor protetor da mãe Terra, é nutritivo e nos oferece carinho e suporte nos momentos mais difíceis demonstrando, assim, que a confiança é a base de qualquer processo curativo.


Quer saber mais sobre Saúde e Bem Estar? Curta nossa página do Facebook.


Cida de Andrade é palestrante e bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, com especialização em Direito Ambiental Nacional e Internacional pela UFRGS, Brasil.  É Aromaterapeuta formada pelo Swindon College, UK e é idealizadora e gerenciadora da página Cia dos Aromas – Aromaterapia Profissional, no Facebook.  Iniciada em Reiki, é formada em Indian Head Massage, também pelo Swindon College, UK.

Deixe Seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »